Televisão

(2) Para classificar este artigo, tem de iniciar sessão ou registar-se

Televisão
Resumo
Durante muito tempo, o termo "televisão" foi sinónimo de equipamento a válvulas termiónicas. Há algum tempo que os fabricantes de televisores têm vindo a retirar as válvulas termiónicas do mercado. À frente estão os televisores LCD e de plasma. A sua grande vantagem relativamente ao equipamento a válvulas termiónicas é a elevada resolução de imagem e o design. Contudo, consomem muita energia.

Quer a TV seja um LCD, plasma ou LED, quase todas as casas têm uma.

 

Uma televisão é…

 

Uma televisão permite a receção e a reprodução de imagens em movimento. O nome original destes aparelhos remete para cinema com som à distância ou também ouvir à distância. Hoje a televisão também é designada pelos nomes "televisor" e "aparelho de T”". Também existem uma série de expressões em linguagem coloquial, como "caixa" ou "pequeno ecrã". Atribui-se a invenção da televisão a Paul Nipkow. Registou a sua patente logo em 1886. Na maior parte das casas, é inconcebível não haver televisão. Seja apenas como ruído de fundo ou para descontrair nas horas vagas, as pessoas não querem prescindir da televisão.

 

Vários tipos

 

Durante mais de 100 anos só houve equipamento a válvulas termiónicas. Nos últimos anos, o estado das coisas alterou-se muito rapidamente. As válvulas termiónicas tornaram-se, entretanto, obsoletas. O seu lugar tem vindo a ser ocupado cada vez mais pelas televisões de ecrã plano. Pela primeira vez, em 2007 venderam-se nas lojas, em todo o mundo, mais televisores de ecrã plano do que equipamentos a válvulas termiónicas.

 

A maior parte dos fabricantes suspendeu já a produção de equipamento a válvulas termiónicas e concentra-se na venda de televisores de ecrã plano. As televisões de ecrã plano podem ser divididas em dois grupos: Televisões LCD  e televisões de plasma. Muitas televisões LCD dispõem, entretanto, da moderna tecnologia de iluminação LED.

 

Distância da televisão

 

Para poder tirar o melhor partido da imagem, é importante manter a distância certa em relação à televisão. Conforme se trate de uma televisão de ecrã plano Full HD ou de um aparelho HDTV, a distância será de 1,4 a 1,5 vezes o diâmetro do ecrã. Os seguintes dados servem de referência:

 

Full HD (distância: aprox. 1,4 vezes o diâmetro do ecrã)

 

  • Diâmetro do ecrã: 52 polegadas = 132 cm, distância: a partir de 1,85 m
  • Diâmetro do ecrã: 46 polegadas = 117 cm, distância: a partir de 1,65 m
  • Diâmetro do ecrã: 42 polegadas = 106 cm, distância: a partir de 1,50 m
  • Diâmetro do ecrã: 40 polegadas = 102 cm, distância: a partir de 1,40 m
  • Diâmetro do ecrã: 37 polegadas = 94 cm, distância: a partir de 1,30 m
  • Diâmetro do ecrã: 32 polegadas = 81 cm, distância: a partir de 1,15 m
  • Diâmetro do ecrã: 26 polegadas = 65 cm, distância: a partir de 0,90 m
  • Diâmetro do ecrã: 20 polegadas = 50 cm, distância: a partir de 0,70 m

 

HDTV (distância: aprox. 1,5 vezes o diâmetro do ecrã)

 

  • Diâmetro do ecrã: 52 polegadas = 132 cm, distância: a partir de 2,00 m
  • Diâmetro do ecrã: 46 polegadas = 117 cm, distância: a partir de 1,80 m
  • Diâmetro do ecrã: 42 polegadas = 106 cm, distância: a partir de 1,60 m
  • Diâmetro do ecrã: 40 polegadas = 102 cm, distância: a partir de 1,50 m
  • Diâmetro do ecrã: 37 polegadas = 94 cm, distância: a partir de 1,40 m
  • Diâmetro do ecrã: 32 polegadas = 81 cm, distância: a partir de 1,20 m
  • Diâmetro do ecrã: 26 polegadas = 65 cm, distância: a partir de 1,00 m
  • Diâmetro do ecrã: 20 polegadas = 50 cm, distância: a partir de 0,75 m

 

Resolução de imagem

 

Por resolução entende-se a quantidade de píxeis que uma televisão consegue representar. Quanto mais píxeis tiver uma imagem de televisão, tanto maior será a sua resolução. Isso resulta numa melhor qualidade de imagem, cores saturadas e detalhes mais nítidos. O velho equipamento a válvulas termiónicas consegue uma resolução máxima de 720x576 píxeis, ou seja, a televisão tem capacidade para uma imagem de 576 linhas com 720 píxeis por linha.

 

Contudo, com o desenvolvimento da HDTV (High Definition Television), foram estabelecidos novos padrões. Hoje, consegue-se uma resolução de 1280x720 píxeis (HD) ou de até 1920x1080 píxeis (Full HD). O equipamento a válvulas termiónicas não está, pois, preparado para HD (HD-Ready). HD é "High Definition" e é a norma para uma elevada resolução de imagem. Para que uma televisão obtenha o certificado HD-Ready tem de suportar, pelo menos, uma resolução de imagem de 720p, ou seja, exibir 1280x720 píxeis. Além disso, um aparelho com o certificado HD Ready precisa de uma interface HDMI ou DVI com HDCP. Também é necessária uma entrada e componentes para que uma televisão obtenha o certificado.

 

Full HD

 

Por Full HD (em português: "alta resolução completa") a resolução máxima possível atual em HDTV. São 1.920 x 1.080 píxeis. Para a repetição do sinal de imagem, usa-se o processo de imagem completa. O Full HD permite uma qualidade de imagem substancialmente maior, mais nítida, com cores mais sólidas e detalhes mais precisos.

 

Processo de reprodução

 

O processo de reprodução da imagem evita a cintilação da imagem. É aqui feita a distinção entre o varrimento entrelaçado "interlaced" (i) e o varrimento progressivo "progressive" (p). Assim, por exemplo, com a indicação 1.080i, trata-se de uma representação HDTV de 1080 linhas em varrimento entrelaçado. No varrimento entrelaçado (interlaced), uma imagem inteira é separada em duas, representando a primeira as linhas ímpares e a segunda as linhas pares.

 

Este processo também é conhecido por "entrelaçamento". Por oposição, existe o varrimento progressivo (progressive). Tal como o nome indica, são aqui varridas e transmitidas as linhas, umas a seguir às outras. O processo progressivo é mais confortável para a vista, mas é mais exigente em termos de transmissão. As televisões com uma resolução de 720p estão em condições de reproduzir imagens originalmente registadas para HDTV 1080i. Contudo, neste caso, o aparelho tem de fazer a conversão artificialmente, o que provoca uma perda de qualidade. Outros exemplos para a resolução HD são os formatos: 1.366x768 e 1.024x1.024.

 

Ligações

 

O equipamento a válvulas termiónicas está normalmente equipado com uma tomada SCART. Isso permite a ligação de aparelhos externos, como videogravadores. Nas televisões de ecrã plano encontram-se, consoante o modelo, diversas ligações. Pode ser ligado um leitor de DVD ou Blu-ray, consolas de jogos ou outros aparelhos através de Composite-Video, S-Video, RGB+H/V, VGA, DVI ou HDMI. A qualidade na primeira entrada é a mais reduzida e, na última a mais elevada.

 

O tubo de raios catódicos - um modelo obsoleto

 

Em comparação com a maior parte das televisões de ecrã plano, o equipamento a válvulas termiónicas ainda existente no mercado é muito mais barato. O nome deste tipo de televisão vem do seu componente principal, os tubos de raios catódicos. Outro termo corrente é «tubos de Braun», segundo o nome do seu inventor, Karl Ferdinand Braun. Estes tubos são compostos por um tubo de vidro em forma de funil mantido em vácuo. Os eletrões existentes na parte de trás da televisão espalham-se sob alta tensão. A quantidade de eletrões em movimento varia consoante a luminosidade pretendida. O cátodo acelera as pequenas partículas para o ânodo, que permite que se veja uma imagem na televisão. Conforme o modelo, o equipamento a válvulas termiónicas ativa a imagem de uma determinada forma. As letras de A a N designam as várias normas. Além disso, existem ainda as normas de transmissão de cor PAL, SECAM e NTS. Entre nós, a designação é PAL-B/G, sendo o B para emissor VHF e o G para emissor UHF.

 

Televisão de ecrã plano ou equipamento a válvulas termiónicas?

 

Em relação ao equipamento a válvulas termiónicas, as televisões de ecrã plano têm a vantagem de não serem muito profundas. Têm apenas alguns centímetros de espessura, o que permite poupar espaço e uma fixação direta na parede. Muitos consumidores apreciam as televisões de ecrã plano também pelo seu design moderno. Enquanto o equipamento a válvulas termiónicas é relativamente pesado e tem, normalmente, um ecrã de diâmetro mais reduzido, as televisões de ecrã plano são mais leves, mas conseguem ter uma imagem maior e melhor.

 

Televisões de plasma

 

Uma televisão de plasma cria luz de várias cores com a ajuda de substâncias luminescentes. Descargas de gás dão origem ao plasma, que aciona o processo. Tal como o tubo de raios catódicos, também as televisões de plasma usam fósforo para criar luz. A desvantagem desta tecnologia é a possibilidade de a imagem «ficar queimada». Se uma e a mesma imagem ficar visível no ecrã durante mais tempo, pode acontecer que não desapareça quando a imagem muda. Isso costuma acontecer com o logótipo da emissora, uma vez que está, normalmente, no mesmo sítio. Entretanto, muitas emissoras de televisão procuram obviar o problema da imagem queimada, variando o local onde surge o logótipo.

 

O espectador nem se apercebe da alteração, dado que se trata de deslocações mínimas. Há logótipos cuja cor é ligeiramente alterada ou são semitransparentes. O termo "queimar" é usado muitas vezes, mas não está correto em se tratando de televisões de plasma, mesmo que o efeito seja o mesmo que para o equipamento a válvulas termiónicas. No caso de televisões de plasma, fala-se de fantasmas. Ao contrário do que acontece com um ecrã queimado, este efeito volta a desaparecer se o aparelho ficar desligado algum tempo.

A maior parte das televisões de plasma tem entre 42 e 61 polegadas.

 

Televisões LCD

 

Tal como as televisões de plasma, as televisões de cristais líquidos fazem parte das televisões de ecrã plano. O ecrã é composto por muitos píxeis, que conseguem reproduzir determinadas cores. Quando a retroiluminação da televisão ilumina os subpíxeis vermelhos, verdes e azuis, surge uma imagem no ecrã. Os modernos aparelhos LCD recorrem a LEDs, díodos electroluminescentes, para conseguir uma retroiluminação barata e eficiente.

 

Devido ao espaço adicional necessário para a retroiluminação, as televisões LCD não costumam ser tão planas como os aparelhos de plasma. No entanto, a caixa das televisões LCD equipadas com "edge-LEDs" é, normalmente, tão plana como um ecrã de plasma. Nas televisões LCD não se verificam fenómenos como os dos televisores se queimarem. Em comparação com as televisões de plasma, a relação de contraste nas televisões LCD é ligeiramente menor. A regra é esta: quanto maior a relação de contraste, tanto melhor a qualidade de imagem. Os aparelhos LCD têm entre 15 e 65 polegadas.

 

Desvantagem: Consumo de energia

 

Segundo a panorâmica sobre o consumo de dezembro de 2009 apresentado pela Liga Alemã para a Proteção do Meio Ambiente (Bund für Umwelt und Naturschutz - BUND), as televisões de ecrã plano consomem muito mais corrente. Muitos aparelhos precisam de tanta energia como um frigorífico ou uma máquina de lavar. Um aparelho que durante dez anos funciona quatro horas por dia pode custar em consumo de corrente mais do dobro do seu preço de compra.

 

Normalmente, aplica-se o seguinte: quanto maior for o ecrã, tanto mais energia precisa para mostrar a imagem. As televisões de ecrã plano modernas dispõem, entretanto, de sensores que, através de medições, contribuem para baixar o consumo de corrente, desligando automaticamente o aparelho quando não há ninguém na sala. Enquanto a Ambilight da Philips, por exemplo, consome bastante energia, a tecnologia de LEDs ajuda o consumo de corrente de uma televisão a manter-se dentro dos limites. Os aparelhos de plasma precisam de mais corrente do que as televisões LCD. Uma vez que o elevado consumo de energia é prejudicial ao ambiente, a BUND reclama a identificação dos valores-limite para as televisões de ecrã plano.

 

Fabricantes

 

Acer, AEG, Akai, Albrecht, Alphatronics, Amicance Technology, Amoi, AOC, Artec, BenQ, Blitz Audio, Brondi, Camos, Clatronic, CMX, Daewoo, Datavideo, Denver, Disney Electronics, Diverse, DK-Digital, DQT, Dyon, Electrion, Elta, Enox, Finlus, Fujitsu, Funai, Gericom, Graetz, Grundig, Haier, HANNS-G, HANNspree, Hanseatic, Highline, Hisense, Hitachi, Hyundai, Iiyama, Intenso, Intruix, Juno, JVC, Karcher, Kendo, Küppersbusch, Lenco, LG, Loewe, Maximum, McTRONICS, Medion, Metz, Muvid, NEC, Neovo, Nextbase, Nordmende, Numark, Odys, Oki Systems, Orion, Panasonic, Philips, Pioneer, Protek, Reflexion, Roadstar, Samsung, Sanyo, Schaub Lorenz, Schneider, Scott, SEG, Sharp, Sky Media, Sony, Soundmaster, Tatung, TechLinie, TechniSat, Techwood, Telefunken, Telestar, Thomson, Tokai, Toshiba, Transonic, UMC, United, UNITEK, V7 Videoseven, Vaova, Viewsonic, Wortmann, X4-Tech, XOMAX, Xoro.

 
© 2012 Media Markt Todos os direitos reservados.